Consultorias são mais essenciais durante a pandemia?

Não é mais novidade que a #Covid-19 desestabilizou grande parte do mundo corporativo e, no Brasil, atingiu principalmente as pequenas e médias empresas, impactando projetos e planos dos empreendedores para 2020. E o que dizer das chamadas “startups” quase prontas para alçar voo?

Recentemente, o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, realizou uma pesquisa que indicou que 39,4% das empresas brasileiras foram paralisadas em algum momento, sendo que quase 100% delas são pequenos negócios com até 49 funcionários. Em 70% das empresas que continuaram em funcionamento, 16,2% tiveram impacto negativo.

O tema é delicado se levarmos em consideração que continuamos em um momento incerto e sem previsão de término, o que reforça a necessidade de uma gestão inteligente, criativa e flexível. Uma matéria publicada no portal Your Story listou alguns itens importantes para que os pequenos e médios possam salvar seu negócio e dar a volta por cima. Entre eles, destaco a necessidade de entender a posição financeira atual, identificar suas necessidades e oportunidades viáveis de negócio e aproveitar rapidamente as opções mais favoráveis.

Mas, como fazer tudo isso e ainda administrar um dia a dia desafiador? Sim, porque é também preciso ter controle do dinheiro, criar um plano de gerenciamento de crise e ter um planejamento para sobreviver e crescer. O Diretor de Gestão da consultoria Alvarez & Marshal, Tim Mahapatra, indica algumas perguntas que estão na ordem do dia: o que fazer quando a renda para, mas você ainda tem que pagar os suprimentos? Como ter benefícios com o suporte oferecido pelos governos? Como lidar com os bancos?

Eu acredito que é aí que entra o papel dos consultores e de empresas como a Profitto Gestão de Negócios, o de ajudar os empresários a lidarem com todos esses questionamentos e medos. Agora, mais do que nunca, as empresas estão precisando de suporte e nada melhor do que os especialistas que estão prontos para ajudar com todo o seu expertise. É um investimento necessário que, certamente, poderá render frutos no futuro.

A co-fundadora da Source Global Research, Fiona Czerniawska, explica que nesse momento, “consultores precisam demonstrar que eles não trazem apenas conselhos, mas que eles podem se envolver com o negócio da empresa para retomar resultados do passado”. Concordo totalmente, é preciso colocar a mão na massa e assumir riscos junto ao empreendedor, como um novo parceiro de negócios.

Vamos conversar?

Fontes:

https://yourstory.com/2020/06/entrepreneurs-guide-saving-business-post-pandemic

https://www.ft.com/content/c7cb0a0e-77f0-11ea-bd25-7fd923850377